QUARTIEIRO E O QUE VEM DEPOIS...

...Um vice que nunca teve espaço dentro do Governo, agora saí e pode abrir uma grande ferida, mais uma, na administração estadual...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Olha só.

Esse ato, do ainda vice governador, Paulo Quartieiro não é de se assustar, isto porque ele sempre foi um político que o que menos mostrou foi ser confiável, além de ser um cara altamente 'espocado', de pavio curto sempre teve rompantes de estrelismo, que resultou em situações melindrosas não só para ele próprio como para o grupo político que faz parte.

No caso do Governo Suely Campos, Quartieiro foi uma escolha onde muitos diziam que teria sido um ato impensado do ex governador Neudo Campos, ao chamar o empresário do arroz para ser seu vice. Mais tarde, com o impedimento de Neudo continuar candidato, veio Suely e ele permaneceu como vice. Mas, um vice governador apagado, sem espaço dentro da máquina estatal, bem como sem espaço político para se manter.

Diante desse estilo 'homem bomba', sempre pronto a explodir, Quartieiro logo no início do mandato, em abril de 2015, já deixou de ser aliado dos Campos. Ano passado, após permanecer bem afastado do cargo, ele teve um breve ensaio de retorno à base do governo, assumindo até a interinidade do Estado, mas, para variar tomando decisões intempestivas, como o caso de exonerar secretário, entre outros, expondo de forma canhestra o Governo. Este que mais tarde teve que reconduzir os exonerados aos cargos, deixando Suely numa 'saia justa'.

O que se pergunta hoje é se esta atitude de Quartieiro significa o que se queria lá atrás, naquele processo que tentou abrir de impeachment contra a governadora, ou seja, é a volta disto?! Ou com sua saída em definitivo agora do governo é uma jogada que diretamente beneficia o grupo político liderado por Jalser Renier? 

Jalser, por sinal, tem sido o 'calo' de Suely Campos desde que ela assumiu, quando ainda no dia de sua posse a governadora teve que ficar esperando pelo presidente da Assembleia Legislativa. Ali, Renier já dava o sinal de que não deixaria nada fácil para a vida política da governadora. E assim tem sido. 

Porém, por dois breves momentos, ano passado e neste ano, Jalser mostrou que pode aliviar os 'apertos' em cima da governadora, o próprio pedido de impeachment que foi protocolado pelo deputado Jorge Everton, em meados de 2017, ficou na espera, por fim foi engavetado foi pelo presidente. Neste ato saiu um sinal para que Suely entendesse que depende do apoio de Jalser, e para isto tem que pagar caro por isto. Literalmente.

Por fim, agora cabe esperar para ver que certezas virão deste ato de Quartieiro. Ele sairá candidato ao governo? Tem todo um apoio da Presidência do poder legislativo por trás disto? 

Veremos o que virá...

 

ban gov am

 

sebra dir

 

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM