Sexta, 23 Julho 2021 10:49

ATÉ ONDE ESTÁ A VERDADE - CARLOS X WILSON = BONATES

Avalie este item
(0 votos)

REDAÇÃO AgNORTE

Por Marlen Lima

Não se sabe ao certo quem está falando a verdade.

Porém, a verdade do que se pode ter é que oficialmente o Governo Wilson Lima descarta a exoneração do secretário de Segurança, Cel. Bonates, porque sequer o ato de exoneração foi efetivado.

O que se confirmou é que Bonates vive dias nebulosos quando se viu exonerado, porque vive em meio a uma guerra política do vice governador x governador.

Bonates não é nenhum santo, longe disto, mais longe ainda achar que Wilson Lima ou Carlos Almeida também sejam inocentes neste caso todo com esta guerrinha política. O ferido sempre é só um, o povo.

Porém, o que vemos hoje é mais uma nova crise que se instala no palácio do governo.

Pivô, de novo, o imbróglio político criado por Carlos Almeida o faz sair das sombras, e põe, novamente, Wilson Lima na berlinda com sua administração, que sofre este ataque do vice governador, quando este assumiu nesta semana a governança do Estado, e de forma intempestiva tomou a decisão de exonerar Bonates.

SIMPLES FATO

Mas, ainda que como governador em exercício, isto é um fato, Carlos Almeida, politicamente falando - e por lei, jamais deveria tomar decisões que são do governador. Wilson Lima que foi eleito, e gostando ou não, estando alinhado ou não, estando parceiro ou não, a verdade é que não cabe ao vice governador tomar decisões de comando, que são exclusivas do governador, a não ser que este tenha autorizado, determinado que fora da sua cadeira o seu vice atue, mas, como ele quer.

O que não foi o caso, e Wilson ganhou com tudo isso só muita dor de cabeça, e mais um desgaste político devido a ação politiqueira de Carlos. 

SOMBRA APAGADA

Desde o ano passado que teve seu espaço dirimido, tendo seu poder quebrado dentro da máquina estatal, cargos da vice retirados, o vice governador caiu num marasmo, ou até mesmo para muitos em desgraça política. Seus sonhos mais alvissareiros, como ser prefeito da Capital foram pro esgoto, e bem como o seu futuro político também muito incerto. Carlos até entrou na justiça contra o seu ex maior amigo, Wilson Lima.

Carlos ganha a pecha de não ser nada confiável. E isto na política é quase a morte. Mas, o vice governador ressurge, agora, mas, ainda de forma vilã. Lembremos que foi dado a ele, pelo governador, a culpa de sangrias corruptivas dentro do governo, onde Carlos Almeida atuava como o líder de 'esquemas'.

VELHACOS DA GUERRA

Mas...Outra verdade se vê é que hoje não se sabe ao certo que 'cacique' político atua nas sombras, pelas costas do vice governador.

Quem está manejando o marionetes Carlos Almeida?!

Há quem aponte o senador Eduardo Braga, Há quem até diga ainda que Arthur Neto estaria também como conselheiro político de Carlos Almeida.

Ambos políticos são inteligentíssimos, experientes e têm para o ano que vem a possibilidade de sairem candidatos ao Governo.

Ambos 'raposas' políticas são leitorers feroz de Sun Tzu.

BSB - MAO

Voltou rapidinho, Wilson retornou de Brasília, nesta quinta, 22, e antes mesmo de chegar em Manaus já teria por telefone cancelado qualquer ação oficial de Carlos Almeida. 

Agora, o povo esperará a devida explicação, clara, transparente do governador Wilson Lima sobre o que levou o seu vice a atuar desta forma.

Não se pode jogar todo o fogo que se jogou, com todas as acusações sobre a atuação de Bonates à frente da Secretaria de Segurança onde trata justamente da segurança do povo.

É preciso que a socieadade amazonense não deixe que este caso termine em silêncio e no esquecimento.

 

ABAIXO, NOTA DO GOVENO DO ESTADO

Nota de esclarecimento

O Governo do Amazonas esclarece que, na madrugada desta quinta-feira, 22, o vice-governador, Carlos Almeida, e um funcionário comissionado da Casa Civil, de forma ilegal, criaram um documento exonerando um secretário de Estado, sem conhecimento do chefe da Casa Civil e do governador.

O documento não chegou a ser publicado, por isso não tem validade e efeito. Mas, o ato gravíssimo tem o objetivo de causar instabilidade e danos ao Governo. Diante disso, o servidor será exonerado, teve as senhas de acesso a sistema de governo canceladas e foi proibido de entrar na Casa Civil.

O caso foi encaminhado à policia, que tomará todas as providências para responsabilizar os envolvidos nesse ato criminoso.

De acordo com o artigo 53 da Constituição do Estado do Amazonas, o governador só necessitará de um substituto para o cargo quando o seu afastamento do estado e do país for maior que 15 dias.

Nesse caso, o governador deve enviar pedido de licença para a Assembleia Legislativa do Estado, informando o motivo da viagem, e tal pedido deverá ser aprovado pelo poder legislativo. Após aprovação, a licença deve ser publicada no Diário Oficial do Estado, bem como o nome do substituto, que ocupará o cargo de governador em exercício, pelo tempo em que o titular estiver ausente.

De acordo com a Constituição do Estado do Amazona, na ausência do governador os substitutos são o vice-governador, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado. Cabe ressaltar, ainda, que a Lei Delegada 123 determina que o vice-governador vai auxiliar o chefe do Executivo estadual apenas “quando convocado”.