Quarta, 31 Março 2021 08:45

Câmara também homenageia o seu maior poeta

Avalie este item
(1 Votar)

Câmara promove homenagem histórica para celebrar os 95 anos do poeta Thiago de Mello

Momento histórico na Câmara Municipal de Manaus. O poeta Thiago de Mello foi homenageado pelos 95 anos vida, nesta terça (30/3), data do nascimento do escritor. A sessão solene, proposta pelo vereador Marcelo Serafim (PSB), foi aberta pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador David Reis (Avante).  Familiares e amigos participaram da homenagem realizada no plenário Adriano Jorge.

“É uma honra homenagear um intelectual engajado na luta pelos Direitos Humanos. O poema Os Estatutos do Homem, de 1977, é um exemplo da sua crítica à política da época. Essa obra é uma das mais importantes do escritor, sendo musicada pelo nosso compositor Cláudio Santoro”, relembrou o presidente da Câmara.

ONLINE

Como Thiago de Mello não pode estar presente à solenidade, por prevenção à saúde dele, neste período de pandemia, Marcelo Serafim agradeceu a família do homenageado pela oportunidade da Casa em reverenciar o legado e a vida literária dele.

“Não somos nós que homenageamos o Thiago, é o Thiago que nos homenageia por nos dar a oportunidade da família dele estar aqui conosco, para poder receber essa tão singela homenagem. Ele não pode vir devido a situação de pandemia, mas a cidade Manaus, o Amazonas e todo Brasil agradecem por todo legado deste grande poeta”, disse o autor da homenagem ao poeta.

IMPORTÂNCIA HISTÓRICA

Durante discurso na tribuna, Tenório Telles, presidente do Conselho Municipal de Cultura, falou da importância do poeta pelo seu conteúdo de humanidade, compromisso com a vida e com a liberdade. Segundo ele os jovens que cresceram nos anos 70 e 80, foram muito influenciados pela poesia do Thiago. Tenório se colocou como exemplo, pois iniciou a vida literária nos anos 80, onde publicou os primeiros textos, e Thiago de Mello era um referencial pra ele. Finalizou o discurso, citando o trecho do artigo final do poema Os estatutos do homem: “A liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.” 

Tenório explicou que a poesia do Thiago representava exatamente a crítica aquele contexto político, vivido no final do período militar.  “Então, eu como jovem naquela época fui influenciado pela obra dele e a minha geração toda. A poesia dele continua falando desses temas fundamentais: a liberdade, a justiça, a esperança e o comprometimento com o ser humano”, afirmou.

RECONHECIMENTO

A solenidade foi marcada ainda por várias homenagens. Saga de um Canoeiro, do compositor Ronaldo Barbosa, foi interpretada pela cantora Vanessa Alfaia. A Manauscult, por meio do presidente Alonso Oliveira, prestou homenagem com uma pintura em tela do poeta, obra da artista plástica Rosa dos Anjos, que também esteve presente durante a entrega do quadro. Para o presidente essa é uma data que não poderia passar em branco, por todo legado que ele deixa ao mundo, trazendo esperança nesse momento tão difícil em que passamos por causa da pandemia.

“Thiago representa um bálsamo em nossas vidas. Na verdade, essa homenagem quem tem mais a ganhar é o mundo, a cidade de Manaus, Barreirinha – a sua terra natal. Hoje cada município deveria estar se curvando nessa linda, belíssima homenagem que estamos prestando ao Thiago de Mello”, afirmou o presidente da Manauscult.

FILHA

Representando Thiago de Mello, a escritora Isabella Thiago de Mello, filha do poeta e a companheira de Thiago, Pollyanna Furtado, ambas receberam das mãos do vereador Marcelo Serafim (PSB), a placa em comemoração aos 95 anos do escritor amazonense. Durante discurso, Isabella falou que se conhece a Amazônia lendo a obra do poeta, e citou que são pelo menos 15 títulos dedicados à Amazônia. Deu exemplo de “Manaus, amor e memória’, que significa um hino à Manaus. Explicou ainda, que mesmo no início da produção literária do pai, não há um verso dele que não tenha poderosamente a metáfora da floresta amazônica, pois é um ser do Amazonas, aonde quer que ele vá.

“Eu como cidadã brasileira acho isso muito bonito que é o mesmo que a gente vê com Jorge Amado, com relação à Bahia, com Gilberto Freire, são escritores que trazem a sua infância, a sua terra, a sua característica brasileira”, contextualizou a filha de Thiago.”

A escritora ainda prepara um documentário e deve lançar em breve o livro “Dossiê – Patrimônio Histórico” contando a vida do pai. Falou ainda do tombamento das quatro casas do poeta em Barreirinha, obra do arquiteto Lúcio Costa. Em sua reflexão, o tombamento nada mais é, do que a garantia de que o patrimônio será preservado para as futuras gerações.

“É história. Mundo a fora se preserva as casas de notáveis, mesmo aqui do lado, por exemplo a casa de Chico Mendes é tombada. Essas casas se tornam museus, se tornam centros de tradição oral. Enfim, são projetos que nós devemos preservar porque é a nossa história, a história do poeta Thiago de Mello, é nossa. Há de se preservar para as futuras gerações”, enfatizou Isabella.

AGRADECIMENTO

Pollyanna Furtado, esposa de Thiago, agradeceu a homenagem aos vereadores do parlamento municipal e considerou a ação importante nesse momento de dor e tristeza por conta da covid-19. Para ela, a poesia deve servir de ânimo e esperança aos amazônidas, aos brasileiros e ao mundo, já que ele se tornou cidadão deste planeta.

“Acho que essa é a coisa mais bonita que a gente vivencia. Estar com uma pessoa que apesar de todas as dificuldades e limitações, ela ainda tem uma grande luz e uma vontade incrível de viver”, disse a esposa de Thiago.

EMOÇÃO

Vereador Mitoso, do PTB, primo de Thiago, esteve pela primeira vez com a filha do poeta. Se emocionou ao encontrá-la e durante discursou falou da trajetória do escritor nesses 95 anos. Lembrou ainda, que há dez anos, ele foi o propositor da entrega da medalha de ouro cidade de Manaus, ao poeta, em seus 85 anos.

“Eu indiquei o nosso poeta para receber a medalha. E agora, uma década depois, novamente ele é homenageado nesta casa. Qualquer homenagem que se faça à Thiago de Mello é pequena pela grandeza e expoente que é, um poeta de renome internacional. Um amazônida nascido em Barreirinha, que tem uma história muito bonita de vida”, reverenciou o parlamentar.

CAMPANHA

O poeta nascido em Porantim do Bom Socorro, no município de Barreirinha, no Estado do Amazonas, distante de Manaus 330 km em linha reta, no dia 30 de março de 1926, veio ainda na infância, em 1931, com a família para Manaus, onde iniciou seus estudos no Grupo Escolar Barão do Rio Branco e depois, no Ginásio Pedro II. Em 1946, foi morar no Rio de Janeiro e ingressou na Faculdade Nacional de Medicina, mas não chegou a concluir o curso para seguir a carreira literária e jornalística. Foi discípulo do grande poeta e escritor José Lins do Rego. Thiago, ficou exilado no chile por 10 anos, onde cultivou amizade com o grande poeta chileno Pablo Neruda. Em 1975, ainda no regime militar, ele se tornou conhecido internacionalmente, com a poesia “Comprometida com a Minha e a Tua Vida”, após receber prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

 Neste mês de aniversário dos 95 anos de Thiago de Mello, a prefeitura de Manaus também lançou uma campanha comemorativa. A obra do poeta pode ser acompanhada no site vidaecultura.manaus.am.gov.br.

 

Texto: Arthemisa Gadelha  e Naine Carvalho – Dircom/CMM

Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM