ban prefbv nov18

POLÍCIA NA ALE ASSOMBRA JALSER E SEUS ASSECLAS

...Agora, fontes informam que o presidente da ALE, deputado Jalser Renier ficou apreensivo uma vez que ele responde a muitos processo...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Verdade seja dita. Boi voa em Roraima!

O Estado vive um verdadeiro caos social, político de total insegurança pública quando vemos paralisações de servidores do Governo Suely Campos, que decidem não mais trabalhar enquanto não se paga os salários atrasados. Paralelo a todo este vendaval de tensão política, operações federais, entre outras, ocorrem para ao assombro dos mais incautos que jamais viu isto ocorrer em Roraima, ainda mais num fim de governo.

As operações policiais no Estado marcam os processos que certos políticos respondem na justiça, onde a população fica ansiosa em saber se mais prisões dos ladrões do erário público acontecerão. Afinal, recentemente vimos o caso do rapazola Guilherme Campos, filho da governadora Suely Campos, que está preso - que junto com ele outros parentes e secretários e ex´s de Estado dividem a cadeia. Gui, como é carinhosamente chamado pelos amigos, é suspeito de ser o comandante de uma quadrilha que já embolsou mais de 70 milhões de reais do sistema prisional.

Na manhã desta quinta, 6, uma operação da Polícia Civil, onde o Grupo de Resposta Tática foi acionado para atender determinação judicial, de processo que corre em segredo de justiça, esteve na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE) para protocolar requerimentos para busca e a preensão de materiais em departamentos e gabinetes, de agentes ligados a Presidência da Casa.

Já passavam das 10:40 da manhã quando os veículos do GRT da Civil, blindados pretos, chegaram na sede da ALE, e policiais armados entraram para cumprir ação judicial, que visa obtenção de documentos da gestão que tem à frente o deputado Jalser Renier, bem como intimar servidores da Casa, estes que estão sob o comando do presidente da Assembleia.

WhatsApp Image 2018 12 06 at 13.30.47

 

ALVO

Como sabemos que Jalser Renier responde a vários processos de desvio de recursos, improbidade administrativa, peculato, entre outros crimes, estando ele hoje, segundo fontes em Brasília (DF), na mira do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, portanto, a notícia de que policiais adentravam a ALE causou um alvoroço entre servidores e população, e o próprio deputado presidente que já foi preso, deve ter temido que seria 'pego' novamente.

Num primeiro momento, ao dividir uma informação vinda de outro blog de notícias, noticiamos que a Polícia Federal estava agindo na ALE com mandados de apreensão e busca, bem como de mandado de prisão. Porém, numa averiguação mais sólida, nos retratamos deste erro, e descobriu-se que não se tratava da ação policial da PF, e, sim, da Civil. E por conta de estar a operação referente a um processo que segue em sigilo de justiça, não se pôde até agora ter maiores informações.

Agora, fontes informam que o presidente da ALE, deputado Jalser Renier ficou apreensivo uma vez que ele responde a muitos processos, que tramitam na esfera federal, bem como no Estado, e que podem, sim, levá-lo novamente para a cadeia, só que desta vez de forma mais duradoura - natural que ele tenha tido medo.

Lembremos que 'Cartas Marcadas' é uma operação em que agentes públicos da ALE foram presos, uns estão ainda presos, e todos estes são pessoas ligadas a um esquema de corrupção de superfaturamento de material e desvio de diárias, e suspeita-se que Jalser esteve à frente disto tudo, uma vez que pelo seu estilo de presidir o parlamento, nada é feito sem seu conhecimento ou devida anuência.

Da ALE veio nota oficial abaixo....

WhatsApp Image 2018 12 06 at 15.19.37

Porém, em nada tal nota explica o que e fato houve, até porque segundo a Secretaria de Segurança do Estado informa que a operação desta manhã na ALE, repetimos, ocorre em sigilo de justiça.

Fica apenas os rumores de que algo ainda muito podre virá à tona, e mais prisões de políticos e asseclas acontecerão.

O rato está ameaçado...

ban zona 

ban gov am

prente

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM