Sexta, 24 Junho 2022 12:03

NA ILHA TEM MAIS BOIS ALÉM DE AZUL E VERMELHO

Avalie este item
(0 votos)

Além do azul e vermelho: conheça outros bois de Parintins..Minibois, bois mirins, irreverência e folclore amazônico colorem a Ilha Tupinambarana

De hoje a domingo/26, temos o 55º Festival Folclórico de Parintins, mas a Ilha Tupinambarana tem mais cores além do azul e vermelho.

Os bumbás Estrelinha, Rasgadinho, Mineirinho, Espalha Emoção, Touro Branco, entre outros, ajudam a contar o folclore amazônico com irreverência e originalidade, para crianças e adultos.

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, o Complexo Cultural do Boi Bumbá do Médio Amazonas e Parintins foi classificado como bem cultural imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em novembro de 2018.

“São manifestações consideradas bens imateriais, no que diz respeito à música, ao espetáculo, narrativa, dos bois de rua, de terreiro, de arena. O Iphan registrou toda a manifestação cultural como bem imaterial, isso inclui não só os bois Caprichoso e Garantido, como também as diversas outras formas de brincar de boi no Médio Amazonas e Parintins”, explica Marcos Apolo.

De acordo com o Iphan, o Boi de Terreiro tem como tema principal a morte e o retorno à vida do animal. O Boi de Rua se refere a uma variação urbana e itinerante, que envolve os moradores de Parintins. O último e mais conhecido é o Boi de Arena, que remete a uma modalidade de caráter competitivo no Bumbódromo, entre Caprichoso e Garantido.



Boi mirim

A reprodução dessa tradição está garantida para as próximas gerações, segundo o presidente do Boi Mirim Estrelinha, Renner Ramos. A modalidade Boi Mirim leva crianças e adolescentes a nutrir o amor pelo Festival Folclórico de Parintins e prepara os futuros itens dos bois Garantido e Caprichoso, conforme o presidente.

“Nós alimentamos em nossas crianças e adolescentes o desejo de manter viva a nossa cultura, o que é importantíssimo para nós”, comenta Renner Ramos.

Além do Estrelinha, os bois Mineirinho e Tupy também integram o trio na disputa dos bois mirins.

“O Mineirinho é um legado de família, que vem passando de geração em geração, e hoje nossa agremiação é composta por, aproximadamente, 80 crianças e adolescentes”, afirma Douglas de Jesus, presidente do Mineirinho.

Parintins ainda conta com um festival de minibois, com a Associação Folclórica Mini Boi-Bumbá Caprichoso e Associação Folclórica Mini Boi-Bumbá Garantido.

Representatividade

As galeras LGBTQIA+ estão representadas em Parintins, mas a rivalidade fica somente nas redes sociais, já que não há disputa entre os bois, conforme a vice-presidente do Boi Rasgadinho, Shirley Marinho.

Com irreverência, Rasgadinho e Boiola apresentam paródias de toadas, muita cor e alegria.

“A disputa acontece entre os próprios brincantes, que se divertem, incorporando suas musas do festival de Parintins”, relata Shirley.

 

...
Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa: