Terça, 21 Junho 2022 09:33

COLÉGIOS MILITARIZADOS

Avalie este item
(1 Votar)

Militares que vão atuar nas novas escolas estaduais militarizadas participam de capacitação

Por Mágida Azulay Khatab

Durante toda esta semana, militares que vão atuar nas 15 novas escolas estaduais militarizadas recentemente pelo Governo de Roraima, vão passar por capacitação sobre o processo educacional e as normas dos Colégios Estaduais Militarizados.

A abertura da capacitação ocorreu nesta segunda-feira, 20 no auditório do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), no bairro Pricumã e contou com a presença do secretário de Educação e Desporto Nonato Mesquita e dos adjuntos da Seed, Semaias Alexandre Silva e José de Souza, do comandante da PMRR coronel Francisco Xavier, do Sub-Comandante do CBMRR, Coronel Gewrly Batista, do Deputado Estadual Coronel Chagas e Nildete Melo, diretora do DEB (Departamento de Educação Básica). A ação é realizada pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto) em parceria com a PMRR (Polícia Militar de Roraima) e CBMRR.

No discurso de abertura, Mesquita deu as boas-vindas aos militares que passam a prestar serviço nas escolas estaduais. “Hoje me encontro extremamente satisfeito com os militares que já atuam conosco e tenho certeza que com esse grupo não será diferente. Nossas escolas estarão em boas mãos. É um prazer recebê-los”, disse.

Participam da formação, 116 militares e destes, 70 estão integrando agora a rede estadual de ensino. A programação da formação inclui instruções sobre leis e normas dos Colégios Estaduais Militarizados, Introdução à Psicologia da Criança e do Adolescente e ainda, sobre o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), Educação Especial, Serviço de Orientação Educacional e o Corpo de Alunos, Comunicação Não Violenta, rotina escolar, semana zero e serviço de monitoria.

“Minhas expectativas são as melhores em compor o corpo de militares que vão atuar nas escolas estaduais militarizadas. É um projeto muito bonito, que tem um grande valor e um alcance muito grande”, destacou o Major Gibton que passa a atuar na rede estadual de ensino.

O comandante da PMRR, Coronel Francisco Xavier, convocou os militares a se engajarem no projeto. “Foi feita uma atualização no currículo da capacitação e todos os que já trabalham, quanto os que estão ingressando agora, irão aprender e conhecer muito mais das técnicas necessárias para o que o trabalho renda frutos e surta efeito na vida dos jovens. Então conclamo todos os policiais a darem o máximo de si nessa missão”, reforçou o comandante.

Rede de Colégios Estaduais Militarizados

A Rede de Colégios Estaduais Militarizados foi criada com o objetivo de trabalhar dentro das unidades de ensino os princípios de hierarquia, civismo e cidadania, como forma de disciplina e integração social. Em Roraima existiam 18 escolas militarizadas e recentemente, o Governo de Roraima ampliou a rede com a inserção de mais 15 escolas. Agora são 33 escolas militarizadas, sendo 20 na capital e 13 no interior.

O Estado também possui um Colégio Militar Estadual e uma Escola Estadual Cívico-Militar. Juntos, os colégios atendem 27.885 alunos. Nas escolas estaduais militarizadas, a gestão é compartilhada entre a Seed e PMRR ou CBMRR.

O Governo de Roraima também instituiu na estrutura da Seed a Secretaria Adjunta de Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados, por meio do Decreto Nº 31.822, com o objetivo de auxiliar na gestão educacional e garantir assistência específica para essas instituições.

 
 
...
SECOM GOV DE RR