Quarta, 27 Julho 2022 08:46

VOVÓS SEMPRE LEMBRADOS

Avalie este item
(0 votos)

...As homenagens aconteceram tanto na sede do programa quanto nos Centros de Referência e Assistência Social...Família que Acolhe faz homenagem especial pelo Dia dos Avós

Por Ceiça Chaves

O 'FAMÍLIA QUE ACOLHE' É UM PROGRAMA DE SUCESSO E RECONHECIDO PELO TRABALHO QUE FAZ, E AOS VOVÓS, EM SEU DIA, QUE ACONTECEU NA ÚLTIMA TERÇA/26, TEVE CELEBRAÇÃO ESPECIAL, onde nossos pais, avós, foram homenageados com uma programação “pra lá” de emocionante, com direito a surpresas, entrega de certificados de honra e mudas de plantas. A homenagem aconteceu tanto na sede quanto nos Centros de Referência e Assistência Social.

Foi com o tema “A importância dos avós na infância” que a secretária-adjunta de Projetos Especiais, Valéria Reinbold, destacou as vantagens das crianças conviverem com amor, proteção e atenção constante dos avós. As mudinhas de jacarandá, palmeira real gigante, boldo e cupuaçu são a representação do que eles simbolizam na vida dos filhos e netos.

“Assim como cuidam e semeiam amor para as crianças, assim é a plantinha que quando a gente rega, cuida e zela por ela, cresce bonita e forte. É isso que eles representam para todos nós, especialmente, para nossas crianças”, disse.

Os avós das crianças atendidas no programa foram os convidados de honra. Quem estava lá emocionado foi o casal Nelson de Souza, 74, e Maria do Perpétuo Socorro Vasconcelos, 71, avós da pequena Allana Araújo, de 1 ano de idade. Em 28 anos de união, já perderam as contas de quantos netinhos já ganharam, o que para eles, cada nascimento era sempre um presente divino.

“Esse momento é muito importante para cada um de nós. Estamos contentes de estarmos participando dessa festa ao lado da nossa netinha. Agradecemos a todos do FQA por nos comoverem com essa linda homenagem. Somos avós legais, comunicativos e compreensivos com os nossos filhos e netos”, disse Nelson.

Bernardete Puhl, 63 anos, é uma das avós participativas do programa. Sempre que pode, faz questão de estar presente nos encontros das gêmeas Laura Gabriela e Lara Rafaela, de 1 ano.

“Ser avó é ser mãe duas vezes. Não é sempre que temos um dia especial e hoje é só alegria. Eu dou muito apoio para minha filha, quando ela não pode eu faço presença nos encontros. É muito bom participar do desenvolvimento dos filhos e netos. Hoje tenho sete netinhos e são minha alegria. Amo todos do mesmo jeito”, disse.

 

__________

SEMCOM PMBV

CRÉDITOS (FOTOS)

Wélika Matos