Quarta, 30 Maio 2018 11:03

SUELY E O MAIS DO MESMO, PIOR AGORA COM LUCIANO

Avalie este item
(0 votos)

..."a governadora tem uma virtude: não é corrupta, é séria”, afirma Luciano Castro, porém, as empresas ligadas aos filhos da governadora já demonstram alguma coisa, muito, muito suspeita, e o povo tem visto - porque ali as faturas são sempre pagas, já para o resto do empresariado, o próprio Luciano tem empresas suas que não reebem há meses deste governo...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Ela bem que tenta. Ela de fato persiste e isto é louvável, porém, as mudanças que a governadora Suely Campos faz em seu secretariado é como o que tem sido feito antes, muda para nada mudar e, aí, muda-se de novo. Ou seja, são mexidas na administração que é o mais do mesmo, em nada o povo vê melhoras. 

E nisto lá se vão quatro anos de Suely Campos. 

“A mudança na máquina é para melhor servir a nossa população e desempenhar cada vez melhor as nossas políticas públicas para a sociedade”, disse a governadora, como de sempre o mesmo discurso, e no final passa os meses, ano, e nada significante acontece em que se possa dizer que Suely conseguiu melhorar algo.

Assim, para a Secretaria de Educação, importante pasta,  agora o comando será da professora Cristina Paim, tendo o reforç, como a governadora expõe, da psicopedagoga e mestre em Ciência da Educação, Graciela Ziebert, como secretária adjunta.

E para quem pensava que Leocádio Vasconcelos mais uma vez poderia voltar a comandar a pasta mais importante do Estado, a Secretaria de Fazenda, eis que Suely chama ele, e com fama de arrumar bem a casa, espera-se que agora Leocádio ponha as contas do governo em dia. 

Outro que volta a ser secretário, e nisto mostra a força do casal Flamarion e Ângela Portela dentro do Governo Suely é Carlos Bríglia, que assume de novo Secretaria de Infraestrutura. Para a Cerr vai Kleber Coutinho Josuá, que deixou a Sefaz. Na velha e hospedeira Codesaima quem assume é Jucilene Araujo Vieira.

reuniao novos secretarios

PR

Para que não se tenha mais dúvida, Luciano Castro deixa, mais uma vez o certo e arrisca, largando o grupo que é liderado pela prefeita Teresa Surita e o senador Romero Jucá, e se junta ao falido Governo Suely, que de falido mesmo só nas contas para o povo, porque para os mais 'chegados' as coisas andam muito bem, que assim o diga o deputado Cel. Chagas, que se mantém por lá, com sua esposa - a vereadora Aline Resende como secretária de Administração, e assim garantem os empregos de seus aliados - e como Chagas, Luciano, que a reboque traz para Suely, o deputado federal Édio Lopes, este que sempre foi um ávido oposicionista, porém, agora muda o discurso e reforça a base governista.

E aí, em seu discurso, Luciano se achando deveras importante, diz que vem somar forças, porém, se ele realmente detivesse uma força eleitoral absurda, se assim fosse, não teria amargado duas grandes derrotas eleitorais, teria pelo menos eleito o filho, mas nada disso. 

Mas, Luciano é isto, um resumo mal acabado e cheio de dúvidas, e um discurso piegas, “é muito fácil fazer oposição, mas e o povo, onde é que fica nessa história, que compromisso temos com essas pessoas? Estamos aqui para ter compromisso com a governabilidade", afirmou Castro, que ao final disse algo que pode até ser verdade, "a governadora tem uma virtude: não é corrupta, é séria”, porém, as empresas ligadas aos filhos já demonstram alguma coisa, muito, muito suspeita, e o povo tem visto - porque ali as faturas são sempre pagas, já para o resto do empresariado, o próprio Luciano tem empresas suas que não reebem há meses deste governo.

Na verdade, Luciano em seu desespero político se alia ao Governo Suely apara que as faturas de sua rádio e tv sejam pagas. e na carona disto, quem sabe, ele pega alguma sobra de uma vaga para vice, porque para o Senado, bem como para deputado federal, Luciano sabe bem que o povo não lhe quer lá.